Carlos Machado

Site oficial do escritor e músico curitibano, autor das novelas literárias Poeira Fria, Esquina da minha rua e Olhos de sal, que compõem a TRILOGIA DO NÃO-LUGAR

Com o romance em clara fase de astemia, o conto voltou a ser o gênero favorito, porque, também em literatura, a natureza tem horror ao vaco. A retomada, se pensarmos em termos de longa duração, pode se tratar dos livros de Ruben Fonseca, o que nos transporta a uns bons 70 anos atrás, mas de qualquer maneira, ele permanece como grande mestre do nosso conto moderno, digamos, desde logo, a quem pouco ou nada devem os contistas mais recentes, muitos dos quais estão abandonando o realismo ortodoxo em favor de um sulrealismo não menos ortodoxo. Ninguém exemplificaria melhor que Carlos Machado essa mudança de paradigmas "A voz do outro" (ed. 7letras, 2004), tanto mais significativa quanto se trata de um contista de Curitiba, uma Curitiba que já nada mais tem em comum com a de Dalton Trevisan.

Li alguns dos seus "passeios" no avião quando retornava de Curitiba. Muito, muito bons!!!! Gostei do estilo, frases curtas, certeiras, cortantes. A obsessão por Curitiba (embora você tenha passeado, também, por São Paulo e Manaus) e algumas passagens me lembraram o Dalton. E aquele marido que prende a mulher para poder assistir o jogo me lembrou o meu Zé Paulo de "Dois". Um grande abraço!!!!

...há ótimos achados e muita poesia nesse relato da viagem do autor ao sul do Continente:

Esse tipo de anotação lembra, certamente, o Oswald de Andrade de “Pau Brasil” e, por extensão, o Blaise Cendrars de “Feuilles de Route”. Importa registrar a impressão fotográfica do momento, como se as “retinas” do título fossem uma câmera...Valeriam como poemas curtos alguns trechos do livro. Pau-Brasil. Da melhor qualidade.

Wilson Martins

Crítico literário.

Gazeta do Povo, 2004

Oscar Nakasato

Autor de "Nihonjin" e professor universitário.(Correspondência pessoal ao autor).

Marcelo Coelho

Jornalista e crítico literário. Sobre "Balada de uma retina sul-americana".

Folha de SP, 2006

Passei horas maravilhosas lendo teu texto. Parabéns por estes diálogos com o carbono!

A cada livro a sua escrita se refina, se “eleganta” ainda mais.  Esse retorno é mais que merecido e é por isso que fiz tanta questão que o livro saísse.

Ele não poderia  - e não merecia – ficar na sua gaveta.

 

Parabéns!! Você é o nosso melhor contista.

Heloísa Buarque de Hollanda

Escritora e professora universitária. Sobre "Nós da província: diálogo com o carbono".

(Correspondência pessoal  ao autor, 2006)

Jonatan Silva

Autor do livro de contos "Histórias Mínimas"; jornalista e crítico literário. (Correspondência pessoal ao autor).

Oi Carlos, tudo bem? Li teu livro. Excelente. Um texto corajoso formalmente, coisa rara na literatura brasileira contemporânea. Você
não tem medo de riscos, permite que o mundo narre-se através de teu foco narrativo múltiplo, muitas pessoas disfarçadas de uma. Não é
literatura fácil, demorará para ser assimilada, portanto, não te inquiete com eventuais faltas de resultados práticos, você escreve
para o futuro, e é nele que mora, ou morará, teu merecido reconhecimento.

Guido Viaro

Escritor e diretor do Museu Guido Viaro, em Curitiba. (Correspondência pessoal ao autor).

Ilustre Carlos:

hoje, sábado, terminei de reler (segunda leitura) de seu belo "A voz do outro". É um excelente livro, possivelmente o melhor livro que li nos últimos 12 ou 13 meses. Boas sacadas; linguagem ágil; ironia em "volume elevado"; imagens sugeridas de forma única; "sotaque" particular; e, acima de tudo, enredos ambientados em Curitiba - o que adoro demais. Genial seu livro, você é genial. você é um grande talento. Esse seu livro já é um belo momento da prosa brasileira - no Paraná, você é a melhor voz que surgiu nos últimos anos).

Um abraço e parabéns,

 

 

Marcio Renato dos Santos

Escritor e jornalista.

 (Correspondência pessoal ao autor).

oi carlos,

 

estou gostando do olhar oblíquo e multiperspectivado do teu livro. seria uma espécie de videoclip-road-romance?

parabéns, e

abraço

a.

Adalberto Müller Jr.

Escritor, tradutor e professor universitário. (Correspondência pessoal  ao autor sobre "Balada de uma retina sul-americana)

Brazilian Contemporary Music

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Bandcamp ícone social
  • YouTube
  • LinkedIn ícone social
  • Amazon ícone social
  • iTunes ícone social

© 2020 por PORTÁTIL PRODUÇÕES ARTÍSTICAS